HOME  |  ARTIGOS  |  CASOS  |  QUEM SOMOS  |  OPUS COMENTA  |  DICIONÁRIO  |  PARECE OVNI  |  LINKS  |  CONTATO

 


Questão UFO 15
Em breve, possíveis OVNIs no céu de Araraquara
Domingo, 17 de março de 2002

Por Fernando Caldas.

Texto originalmente publicado no jornal “O Imparcial”.


Parte dos relatos de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) é de ocorrências em inícios de noites e finais de madrugadas, descrevendo pontos luminosos que deslocam-se em altitudes elevadas, às vezes confundindo-se com as estrelas no céu.

Freqüentemente, as testemunhas dizem "Tinha uma luz diferente e não era avião. Eu conheço luzes de aviões” ou "Vi uma luz em um ponto do céu. Instantes depois, não estava mais lá.".

Muitas destas pessoas concluem que o OVNI poderia ser um satélite. Mas satélites artificiais, lançados por foguetes, geralmente não possuem luminosidade própria. Como podem brilhar com uma intensidade que os torne visíveis daqui do solo?

Espelhos 

A ilustração 1 convida o leitor a um passeio na órbita terrestre, bem acima do pólo norte. Observada deste ponto, a Terra gira no sentido anti-horário. Neste exemplo simplificado, a luz do Sol chega ao nosso planeta pela esquerda. 

Observe que a cidade que aparece no desenho está na região escura, que não recebe os raios do Sol. É noite ali. O satélite está posicionado em uma órbita acima desta cidade, em uma altitude na qual recebe luz solar. Se esta luz é refletida com uma certa intensidade bem perceptível pelo olho humano, os moradores daquela localidade avistarão no céu um ponto brilhante. 

Muitas pessoas se surpreendem quando descobrem que este fenômeno pode acontecer até cerca de duas horas após o anoitecer. O mesmo se dá nos finais de madrugadas. 

Assim, especialmente nestes dois horários, certos OVNIs são, de fato, satélites funcionando como espelhos da luz solar. Mesmo que esteja escuro aqui em baixo. 

Um espelho muito especial 

Além de satélites, outros objetos em órbita podem ficar brilhantes, como por exemplo a ISS (Estação Espacial Internacional). No período de 19 a 24 deste mês, a ISS fará passagens pelo céu de Araraquara que possivelmente serão visíveis. Nuvens podem atrapalhar. Uma delas durará cerca de 12 segundos e as demais estarão na faixa entre 2 e 6 minutos de duração. 

A ilustração 2 foi gerada pelo web site www.heavens-above.com, tendo como referência as coordenadas de latitude e longitude da cidade de Araraquara. 

Há uma linha que se inicia abaixo, na Argentina, passa pelo Uruguai, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, segue pelo mar, à leste da costa brasileira, em direção ao norte. Trata-se da trajetória da ISS, em uma passagem no dia 22 de março próximo. 

A previsão do horário na sexta-feira, dia 15, era: inicio às 19h00min59seg e termino às 19h06min25seg. Mas o especialista que projetou e mantém o web site, Chris Peat, alerta que quanto mais antecipada a previsão, mais imprecisa. Publicaremos no web site da OPUs (endereço no final deste artigo) uma previsão de horário processada na véspera (dia 21) e a direção na qual olhar (será necessário uma bússola). 

Mas esta passagem não dura nem 6 minutinhos? 

É bom lembrar que a ISS dá uma volta completa ao redor da Terra em cerca de 90 minutos!!! 

Conclusão 

É compreensível que esta poderá ser uma semana na qual algumas pessoas de nossa região vão dizer: "Eu vi um OVNI no céu, à noitinha".