HOME  |  ARTIGOS  |  CASOS  |  QUEM SOMOS  |  OPUS COMENTA  |  DICIONÁRIO  |  PARECE OVNI  |  LINKS  |  CONTATO

 


OVNI no Clube Náutico de Araraquara


1. Relato

Neste caso não há propriamente um relato. Trata-se de uma foto. A testemunha só percebeu a semelhança com um “disco-voador” depois da revelação. No momento, não observou nenhum movimento estranho ou qualquer tipo de ruído.

É importante enfatizar que houve perda de qualidade na imagem digitalizada. Na foto original, o OVNI destacado pela seta vermelha se parece muito com a forma típica de "disco-voador". A seta amarela indica a direção aproximada dos raios solares (Araraquara, novembro de 2001, 16h30min, horário de verão - equivalentes a 15h30min no horário normal).


2. Análise

Na ampliação realizada por um amigo da testemunha fica mais clara a semelhança com um "disco-voador" (abaixo). Esta mesma pessoa tem bons conhecimentos de fotografia e analisou os negativos em busca de manchas, tendo descartado esta hipótese.

1. A parte interna está mais escura, o que indica uma maior concentração de água. As áreas externas da nuvem contém menos água (e são mais claras) devido à evaporação pela luz solar e convecção (das correntes de ar);

2. A maioria de regiões claras nesta nuvem ocorre na parte superior esquerda, lado pelo qual incide a luz solar e é natural que haja uma evaporação um pouco maior ali;

3. A nuvem aparece mais escura na foto porque, além de saturada, está em um ponto do céu onde pode estar recebendo sombra de outra nuvem (a que aparece à esquerda bem próxima à seta amarela, na foto mais ao alto);

4. Não são raras nuvens pequenas e carregadas no céu, aparecendo ao lado de outras maiores e mais claras. O curioso neste caso é que o contorno lembra um “disco voador”. Há certas nuvens que lembram animais ou objetos.

As fotos foram analisadas por um meteorologista que declarou não haver nada de anormal.

3. Conclusão

Tratava-se mesmo de uma nuvem com formato sugestivo de "disco-voador".